terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Pra não dizer que não falei das flores

video


Geraldo Vandré

Caminhando e cantando
E seguindo a canção
Somos todos iguais
Braços dados ou não
Nas escolas, nas ruas
Campos, construções
Caminhando e cantando
E seguindo a canção...

Vem, vamos embora
Que esperar não é saber
Quem sabe faz a hora
Não espera acontecer...(2x)

Pelos campos há fome
Em grandes plantações
Pelas ruas marchando
Indecisos cordões
Ainda fazem da flor
Seu mais forte refrão
E acreditam nas flores
Vencendo o canhão...

Vem, vamos embora
Que esperar não é saber
Quem sabe faz a hora
Não espera acontecer...(2x)

Há soldados armados
Amados ou não
Quase todos perdidos
De armas na mão
Nos quartéis lhes ensinam
Uma antiga lição:
De morrer pela pátria
E viver sem razão...

Vem, vamos embora
Que esperar não é saber
Quem sabe faz a hora
Não espera acontecer...(2x)

Nas escolas, nas ruas
Campos, construções
Somos todos soldados
Armados ou não
Caminhando e cantando
E seguindo a canção
Somos todos iguais
Braços dados ou não...

Os amores na mente
As flores no chão
A certeza na frente
A história na mão
Caminhando e cantando
E seguindo a canção
Aprendendo e ensinando
Uma nova lição...

Vem, vamos embora
Que esperar não é saber
Quem sabe faz a hora
Não espera acontecer...(4x)

3 comentários:

  1. Maravilha você colocar aqui essa poesia!

    Que nesta manhã de sábado, quando a vi, após refletir sobre o VIVER, foi parar em minha alma. E me fez refletir sobre diversos momentos de minha vida, principalmente o atual, em que viver sem meu amor estava parecendo sem sentido.
    Poxa, VIVER, Viver, fazer a hora, não esperar a cortina se fechar.

    Lena

    ResponderExcluir
  2. Qto tempo faz, e qto tempo ainda se fará atual essa canção hem, Humberto!!
    Vem, vamos embora... kkkkkk
    Boas lembranças musicais, grandes cicatrizes a serem fechadas!!

    Abçs!

    ResponderExcluir
  3. adoro essa música
    ela tem uma letra carregada de um legado...

    ResponderExcluir